quarta-feira, 28 de maio de 2014

RUNNING DAVENTURA 2014

Olá gente, esse talvez seja o mais difícil post que fiz nesses dois anos de corrida e de blog. Como alguns blogueiros, pensei em não falar nada, afinal já circulou tanta coisa sobre a prova. Mas se essa é a minha prova favorita, merece um post sim.

Fazer essa prova tem sempre um gostinho especial, a expectativa esse ano era imensa, muitos amigos se permitiram correr essa prova pela primeira vez. A expectativa era que todos batessem suas metas pessoais e eu tinha certeza que todos sairiam encantados com vontade de repetir tudo novamente no ano que vem.

Participo dessa prova desde 2012 e todo ano encaro um percurso maior e tenho como meta correr por todos os percursos. Depois de correr, 5 e 8km, era a vez do percurso de 10km, cheguei na Praia do Forte no dia anterior, participei da cerimonia de abertura da prova que esse ano inovou fazendo na vila para que não só os corredores pudessem participar, mas toda a população local. Com o atraso para começar não consegui ficar até o fim da cerimônia, pois precisávamos jantar/descansar, pois queríamos está presente na largada dos 42km e precisávamos chegar cedo.

Pegamos a primeira van que a organização disponibilizou para levar atletas/equipe para o castelo e para nossa surpresa nos deparamos com a queda de um poste na saída da vila que nos impediu de seguir na van, quando o motorista tentou passar por cima de um trecho de grama, a van atolou só restando a opção de irmos andando. Na hora pensei, a aventura começou cedo.

Embora alguns carros passassem com um ou dois motoristas, as pessoas foram incapazes de oferecer uma carona solidária, vendo a quantidade de corredores que faziam o trajeto andando. Até que uma van comercial disponibilizou o trajeto cobrando uma taxa de 2,00 por pessoa e assim chegamos ao local onde tinham vans levando os corredores pro castelo.

Ao chegar no local da prova, estávamos felizes e na ansiedade de encontrar os amigos, de nos superar, de participar de uma prova tão especial (pelo menos pra mim continua sendo). O atraso foi maior que imaginava, pois como os atletas de 21 e 42km passariam pelo local onde o poste caiu, foi necessário reavaliar e fazer um desvio do percurso.

Largada iniciada as 8:35 em conjunto para os atletas de 42 e 21km e os amigos pessoais, todos com chance de pódio iniciaram sua prova. A vontade era que a largada de 5 e 10km acontecesse logo, pois queria pegar a chegada de João Paulo como primeiro colado nos 42km e os amigos do 21km. Até postei foto quando foi liberado a arena pra gente entrar, querendo correr logo.

Ainda não era vez da nossa largada, eis que Carol Chagas pede pra que a turma de 5 e 10km recuasse para que o pessoal de 21 e 42km tivesse espaço para voltar pois todos teriam que relargar. Jamais imaginei que pudesse acontecer isso, como estava no fundo, sentei no chão e pensei....como é que vão localizar todos os atletas que largaram? Como fica a cabeça desses corredores em terem que recomeçar uma prova? Quantos kms esses atletas percorreram?

Me preocupei também com Edson Magoolin fotógrafo do Olho no Atleta que estava no meio do mato, já a mais de 2 horas esperando a turma passar, graças a Deus conseguia via sms passar o pouco que sabia. O engraçado é que quando ele coletou informações com os staffs, eles o orientaram corretamente, todos sabiam informar em que ponto pegaria cada percurso.

Depois de sucessivos erros, foi anunciado a relargada e informado que quem não estava ali foi porque desistiu. Nesse momento nem imaginei que os 8 atletas dos 42km estavam correndo achando que estavam fazendo o percurso correto e nem se quer foram avisados pelo batedor que os seguiam e orientaram o caminho errado que precisavam retornar. Muito menos que João Paulo, coach, amigo pessoal, atleta de alto nível não estaria lá pra relargar. Faço ideia do desespero de familiares e amigos desses guerreiros atletas sem notícias, certeza todos tinham, nenhum deles tomaria a decisão de desistir.

O post do Roberto Encarnação reflita exatamente o que foi a RD2014 para os guerreiros do 42km, clique aqui para ler.

Larguei e durante todo o meu percurso (10km) estava sinalizado, tinha staffs orientando, todos os pontos de hidratação tinham água enfim...do meu percurso só tenho elogios a fazer. Não tinha foco de tempo, queria aproveitar o percurso e muitos que achavam que os 10km seria moleza, penaram, mas fui no meu ritmo tartaruga, pegando sempre duas águas em cada ponto de hidratação e conclui a prova.

Achei o percurso desafiador do início ao fim, não foi fácil, diante de tudo, fiquei satisfeita com minha prova.

Ao chegar, senti o clima pesado, não tinha festa, não tinha vibração por parte dos que assistiam. Certamente todos sabiam do que eu ainda não sabia que tinha acontecido.

Quando cheguei não tive muito tempo de conversar com as pessoas, precisava voltar pra vila pra fazer check-out na pousada. Quando cheguei na tenda da Assessoria Esportiva Rafael Peralva que todos sabem que a grande maioria da turma são amigos, grandes competidores com chance de pódio em todas as categorias e no qual eu tenho um carinho muito grande pelo trabalho que o treinador faz, a pergunta foi, João já chegou?

Ao falar com Ygor e ouvir o seu relato do que aconteceu, fiquei desolada. Rapidamente falei com João e ele me disse, Cassinha como era que relargava se não fomos avisados? Corri 29km sem saber que estava no caminho errado. Sai do castelo muito triste.

Passei o resto do fim de semana frustrada. Como todos sabem do meu carinho com essa prova e organização, ao chegar em casa todos esperavam um relato alegre e feliz, mas o que eu tinha a dizer? A minha resposta era, a minha prova foi tranquila, mas a corrida teve uma série de erros, imprevistos e foi triste participar de tudo aquilo.

Li muitos absurdos ditos com a organização da prova. É injustificável o erro, mas continuo acreditando na Running Daventura, confio no trabalho de Tiago Valois e Carol Chagas a frente da Daventura. Tiago é uma pessoa extremamente perfeccionista com o que faz. Sempre faço questão de divulgar amplamente essa prova no meu blog, porque foi onde comecei a correr, curto prova de aventura, torço para que os erros desse ano não impeçam da RD2015 acontecer ano que vem.

O comunicado oficial pela organização da prova, pode ser lida aqui.

Os resultados da prova já estão disponíveis no site da prova.

Resultados do percurso de 5 e 10km, clique aqui.
Resultado do percurso 21km, clique aqui.
Resultado do percurso de 42km, clique aqui.

Aproveito para parabenizar a todos os atletas que concluíram seus percursos.

Solidarizo com os atletas que foram impedidos de ter a opção de relargada. João Paulo, você é nosso campeão dos 42km da RD2014.

Aproveito para parabenizar a todos os atletas da Assessoria Rafael Peralva que mesmo com relargada e dificuldades fizeram o seu melhor. Faço questão de listar toda a turma através da imagem abaixo.

Imagem by Ygor Graça

Ano que vem será a minha vez de me aventurar nos 21km na RD2015.

Fotos by Edson Magoolin - Olho no Atleta Bahia.

A cobertura fotográfica feita pelo Olho no Atleta já está disponível, clique aqui. Tem mais de 5 mil fotos lindas para aquisição.

5 comentários:

  1. Parabéns pelo relato Cassia! Sentimento de tristeza com misto de esperança para que em 2015 tenhamos a melhor RD de todas! Forte abraço!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela sua superação Cassinha! Não tinha duvidas que você iria arrasar. Vamos treinar muito para tornar esses 21 KM mais fácil em 2015... rs

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela prova e pelo post, Cássia.
    Agradeço também seu post anterior a partir dele escolhi a pousada em que fiquei na véspera da corrida.
    Com esta tranquilidade sei que fará um ótimo 21 e desfrutará ainda mais da beleza daquele lugar.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. João Paulo Leite28 de maio de 2014 21:32

    Parabéns Cassinha!
    Imagino o quanto foi desafiador fazer essa prova, principalmente pelas dificuldades de treinar, mas vc é uma guerreira, encarou e superou mais uma etapa. com fé em Deus em 2015 irá conseguir treinar mais para correr e evoluir.
    Aproveito para agradecer o carinho e preocupação. Seu coach está bem e já se preparando para o próximo objetivo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Boa, Cassinha. Essa é a garotona que eu conheci que dá a cara a tapa para se vencer nas corridas. Parabéns!!! Quanto ao imprevisto, águas passadas. Escreveu melhor que alguns que cansaram meus dedos de rolar a tela para discutir mais o comportamento das pessoas que o que foi a prova e o sentimento do corredor naquele dia. Por isso que nunca abandono seu blog: qualidade só aumenta.

    Beijão!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, ele é muito importante pra mim.
Bjs.